floquinhos

quinta-feira, 12 de julho de 2012


O sol que aquecia a cidade nestes últimos dias, fazendo deste inverno um tempo de outono, resolveu encolher-se, escondido atrás de nuvens pesadas que prenunciam um frio que voltou com tudo... Voltam às ruas agasalhos pesados, botas, guarda-chuvas e, claro, reclamações; afinal, reclamar do tempo é uma constante na alma humana. Ora faz calor demais, ora o frio acaba com a saúde da gente, ora as chuvas atrapalham o ir e vir de quem precisa se locomover pela cidade, enfim, nunca se está satisfeito ou, nem é bem assim: o clima é apenas e simplesmente uma forma de iniciar ou de tentar manter uma conversa, é uma desculpa para quebrar a monotonia...  
O fato é que, olhando pela janela e vendo a cidade envolta em cinza, fico muito feliz por não ter que sair às ruas hoje, por pode ficar na doce companhia de um bom livro, no aconchego do ninho.

4 comentários:

isa disse...

Boa tarde, minha querida Dulce.
E que linda música escolheu para "nos" fazer companhia,tb.
Beijo.
isa.

Pitanga Doce disse...

Aqui já deu uma roncada de trovão, mas ficou só nisso. O frio deu a curva e voltou para aí. Ao contrário de ti, tenho que ir para a rua.
Beijos, Dulce. Tarde de chá e livros.

Graça Pereira disse...

Aqui, tudo é bonito...Música, texto e esta delicadeza tão suave que sempre notei em ti...desde o princípio! Cada palavra...é uma ternura!
Os dias por aqui, estão lindos mas, é um verão que, esta semana no litoral, não passou dos 22º. É uma doce primavera!
Continuação de uma boa tarde à volta do teu livro.
Beijo
Graça

Beth/Lilás disse...

Amiga Dulce,
Sinceramente, eu não sei porque o povo reclama disso ou daquilo sobre o tempo, aliás,eu só acho muito ruim mesmo é o verão escaldante e as chuvas torrenciais do mesmo verão.
De resto, as outras estações, eu curto muito bem, e adoro sair de botas, cachecol e a indumentária de inverno, adooooro!
Aqui no Rio ainda não dá pra curtir este friozinho, só na serra, por isso subo quase sempre nos finais de semana, tão bom sentir este frio tropical mixuruca! hehe
bjs cariocas



(Não deixe de visitar meu outro blog que estou promovendo hoje lá no Mãe Gaia, pois a poesia não pode morrer. te aguardo!)