floquinhos

segunda-feira, 11 de junho de 2012


Segunda-feira gelada, com chuvas e trovoadas assustando a manhã que já vai ao meio... 
Depois de um fim de semana prologadíssimo, com direito até a teatro para ver um musical alegre e divertido - Fame, a semana começa com uma preguicinha que dá gosto. E ainda vem essa chuva de verão dentro do inverno? Haja livro, cobertor, lareira acesa e música suave para aquecer a alma e o corpo. E haja poetas do coração para adoçar o dia com cara de aziago... 
E como a única coisa que posso dividir com os leitores e amigos do Prosa é a poesia que preenche o livro que tenho nas mãos, escolho ao acaso versos de Fernando Pessoa, que sempre é bem vindo, com sol ou com chuva, em dias gelados ou de sufocante calor...

Sonho

Sonhei esta existência de venturas,
Sonhei que o mundo era só d'amor,
Não pensei que havia amarguras
E que no coração habita a dor.

Sonhei que m'afagavam as ternuras
Da leda vida e que jamais pallôr
Marcou na face humana as desventuras
Que a lei de Deus impôs com seu rigor.

Sonhei tudo azul e cor-de-rosa
E a sorte ostentando-se furiosa
Rasgou o sonho formoso que tive;

Sonhando sempre eu não tinha sonhado
Que n'esta vida sonha-se acordado,
Que n'este mundo a sonhar se vive.

(Fernando Pessoa, do livro Poesias Ocultistas, onde foi mantida a grafia original)

10 comentários:

Agulheta disse...

Amiga Dulce.Se por ai está assim por aqui igual,tempo incerto que mais parece Outono que a chegar o verão,algum frio a mistura.Mas também é bom descansar e ler um pouco,lindo poema de Pessoa.
Beijinho e boa semana

Graça Pereira disse...

Aqui, apesar de estarmos às portas do verão...está um dia com nuvens cinzentas onde sol aparece num esconde esconde, empurrado por um ventinho algo fresco!
Boa companhia a tua...Fernando Pessoa aquece a alma e as nossas vidas.
beijocas e boa semana.
Graça

Pitanga Doce disse...

Pra você ver, Dulce! Às dez da manhã o céu era completamente azul. Agora fêz-se noite em casa e a chuva traz um ventinho fresco. Talvez eu devesse sair à rua...

Beijos em segunda-feira gris.


PS: Mais um feriado deeeeesse tamanho e eu fujo!

elvira carvalho disse...

E não podia ter escolhido melhor. Para mim Fernando Pessoa é o maior poeta português de todos os tempos muito embora o estado reverencie como tal Luis de Camões.
Um abraço

Paloma disse...

DULCE, minha amiga, que tempo mais esquisito é este? Um mixto de verão e inverno. Prefiro, só inverno.
Gostariamos de ver um concerto do Andre Rieu e, depois de tanta espera, ele acabou se instalando em São Paulo, no Ibirapuera. Sem chance de passar por aqui. Assim, não vale! rsrs
Beijos.

Dulce disse...

Agulheta

Pois é, Lisa, pelo menos temos um momento de aconchego,não é mesmo?
Beijos e uma boa tarde para você

Dulce disse...

Graça Pereira

É, amiga, esse clima atual anda maluquinho, mesmo... Ainda bem que temos poetas lindos a nos ajudarem a enfrentar tanta mudança...
Beijos e uma boa tarde para você

Dulce disse...

Pitanga Doce

E a moça do tempo a anunciar nuvens grossas a caminho do Rio... Brrrrrrr
Beijos e uma boa tarde para você

Dulce disse...

Elvira Carvalho

Concordo plenamente com você, Elvira. Pessoa é magnífico!
Beijos e uma boa tarde para você

Dulce disse...

Paloma

Fique tranquila, minha amiga, agora que Rieu "descobriu" o Brasil e seu público maravilhoso, logo, logo ele certamente vai marcar uma apresentação ai no Rio.

Beijos e uma boa tarde para você