floquinhos

sexta-feira, 8 de junho de 2012

As rosas de junho...


Chove como se estivéssemos na primavera e os campos e jardins precisassem de muita água para florir... A cidade está encharcada neste mês de junho, quando, outrora, estaria envolta em fina garoa, típica de São Paulo, tão cantada em prosa e verso por seus moradores que faziam dela tema para canções e poesias. A única coisa que nos faz lembrar a exatidão do mês em que estamos é esse frio de enregelar os ossos, Principalmente os ossos dos mais idosos, tão sujeitos a uma artritezinha marota.
E, com tanto frio, supõe-se que as flores se recolham  e fiquem aguardando a primavera para nos alegrar os olhos e alma com sua beleza e seu perfume, não é? Pois não é isso que acontece aqui no meu terraço, esse cantinho especial de minha casa. Para minha surpresa, assim que voltei para casa encontrei as roseiras lindamente floridas apesar do tempo e do frio. Lindas e perfumadas rosas trazem a este inverno que chega rigoroso o doce encanto da primavera, quebrando o ar tristonho que se instalaria por aqui. E como é alegria, cor e perfume, como encanta a alma, divido com vocês, leitores e amigos do Prosa, as rosas cor-de-rosa de meu terraço sempre encantado...

10 comentários:

Lídia Borges disse...

Deste lado é o verão que se insinua já.
De facto, o texto dá uma visão muito acolhedora desse pátio colorido pelo rubro resistente das rosas, brilhando como um sorriso no frio do dia.

Obrigada pela partilha.

Um beijo

Beth/Lilás disse...

Pois aqui no Rio, só podemos dizer que o inverno chegou há dois dias. Tivemos dias atrás de muito sol e calor, já não aguentava mais esperar o friozinho chegar. Só que ele chegou com chuva fina, o que não é nem um pouco incômodo pra mim, pois ontem, feriadão, dormi de tarde até dizer chega. hehe
Que suas rosas perfumem seu final de semana!
beijos cariocas

Pitanga Doce disse...

Dulce, também tenho uma roseirinha tímida aqui na varanda que anda meio preguiçosa. Vou mandá-la passar uns dias com a tua para ver se "desencanta". hehe

Chuva e temperatura mais baixa, mas ainda não dá para vestir casaco, não. Pelo menos, não essa tua amiga aqui.

Um bom fim de semana com seus queridos.

PS: Sábado de lembranças, querida Dulce.

Pitanga Doce disse...

Ô Dulce, eu juro que acabei de mandar um comentário. Se o tio Google o fizer voltar pra trás, fico pior que estragada. hehe

Ana Martins disse...

Dulce, boa noite!
Rosas no Inverno, por aqui não nos gabamos de as ter, a menos que sejam de estufa.

Beijinho,
Ana Martins

Dulce disse...

Lidia Borges

Sou eu quem agradece a poesia em forma de comentário que aqui deixou.

Beijos e um bom domingo

Dulce disse...

Beth/Lilás

O Rio é sempre mais quente, mais cheio de sol, não é mesmo? Por aqui o frio já nos faz companhia há mais de um mês e parece que não vai dar trégua.
Obrigada, beijos e um lindo domingo para você

Dulce disse...

Pitanga Doce

Bom dia, menina!
Mas desta vez os seus comentários vieram direitinho,; eu é que ando meio lerda até para vir ao Prosa. Sei lá se é o frio... haaaa! Culpar o frio é fácil, né, não? Acho que esta sua amiga já não é mais a mesma... hehehe

Minhas roseiiras vão ficar bem felizes em receber asua sua, viu? E "Seu" Zézinho, o jardineiro que vem uma vez por semana ver se está tudo certinho com elas, vai certamente dispensar um cuidado todo especial a roseira carioca em visita ao terraço paulistano... rs...

Beijos e um bom domingo para você

PS - enquanto eu cuidava sozinha de minhas plantas, ela faziam birra e não cresciam. Foi preciso buscar mãos profissionais, porque acho que não levo o menor jeito para jardinagem, mas adoro um terraço com flores. hehehehe

Dulce disse...

Ana Martins

Mas, embora estejamos com temperaturas de inverno, estamos ainda no outono e talvez seja essa a causa das rosas no terraço.

Beijos e um bom domingo

Maria Rodrigues disse...

Rosas lindas que alegram qualquer dia cinzento.
Bom restinho de domingo e uma excelente semana.
Beijinhos
Maria