floquinhos

terça-feira, 19 de junho de 2012

Notaram?...


Para quem assistiu a estréia de Gabriela, uma perguntinha: "Tonico Bastos não parece filho de Don Corleone? hehehehe... Acho que desta vez o Marcelo Cerrado foi buscar inspiração no personagem errado. Tonico Bastos era um mulherengo inveterado, um "bon vivant",  não um chefe da máfia de Ilhéus... Enfim, como ele é um ator dos melhores, vamos ver que caminhos essa caracterização vai tomar.

15 comentários:

Idanhense sonhadora disse...

De facto , parece mesmo o D. Corleone !!!!Cheguei a pensar que fosse essa a intenção...
Beijinho
Quina

Dulce disse...

Idanhense sonhadora

Pois é, minha amiga, talvez até fosse mesmo, mas acho que não combina. Enfim, vamos ver como se desenrola esse fio...

Beijos e boa tarde para você.

isa disse...

Minha querida Dulce, espero ver a nova versão da Gabriela.
Mas sabe, eu sou terrível: quando amo uma coisa ñ cedo facilmente a uma mexida etc.
Mas vamos ver...
Beijo.
isa.

Dulce disse...

Isa

Confesso que não consegui me empolgar ainda, Isa. Os Personagens estão me parecendo deslocados, meio caricatos, mas talvez seja porque eu gostei muito da primeira versão, não é?
Como você mesma diz... vamos ver...
Beijos e boa tarde para você

Paloma disse...

DULCE, que ótima observação! Realmente a expressão é a mesma.Mas, os personagens são bem distintos. Um mafioso e um mulherengo. Vamos ver como fica.

Beijos

Graça Pereira disse...

Só falta a testa larga do D.Corleone...de resto, é parecido!
Aqui, estreou o "Dancing Days" com actores portugueses e estou a gostar.
Beijo carinhoso
Graça

Dulce disse...

Paloma

Mas não fica difícil imaginar um Don Corleone arrebatando corações femininos, despertando suspiros? rs.... O Tonico Bastos do Fulvio Stefanini , com aquela cara de "finório", estava muito mais convincente. Mas, vamos ver o que o ótimo Marcelo Cerrado vai nos mostrar ao longo da novela.

Beijos

Dulce disse...

Graça Pereira

Não é mesmo? rs...

Dancing Days foi mais uma novela que marcou época.

Beijos e uma boa noite para você

Pitanga Doce disse...

Dulce, nesses dois primeiros capítulos fiquei tão maravilhada em poder reviver a obra de Jorge Amado que nem atentei para detalhes de construção de personagens. Só o fato de termos nos livrado de toda a bobageira que há no ar, já é uma mais valia. Há muito não acompanho uma novela.
Também gostei de terem mantido toda a trilha sonora. A música que toca, quando corta o seguimento para dar os anúncios, me faz voltar a uma época muito boa.

Olha, quanto às caracterizações, o que para mim é gritante é o fato da Zarolha (nossa querida Dina Sfat, na época) não ser zarolha nem um pouquinho. Hoje, com maiores recursos de maquiagem, poderiam ter feito algo melhor, mas não fizeram nada e a personagem fica sem uma justificativa para o nome. Quem viu o original deve se lembrar.

Iiiiih! Fiz outro post aqui. Desculpa, Dulce, mas tô maravilhada com a novela. Chega de "empreguetes" e Carminhas no "lixão".

Agora só falta tirar o Faustão do ar. "ô lôco"! ierkkk

Pitanga Doce disse...

Dulce, nesses dois primeiros capítulos fiquei tão maravilhada em poder reviver a obra de Jorge Amado que nem atentei para detalhes de construção de personagens. Só o fato de termos nos livrado de toda a bobageira que há no ar, já é uma mais valia. Há muito não acompanho uma novela.
Também gostei de terem mantido toda a trilha sonora. A música que toca, quando corta o seguimento para dar os anúncios, me faz voltar a uma época muito boa.

Olha, quanto às caracterizações, o que para mim é gritante é o fato da Zarolha (nossa querida Dina Sfat, na época) não ser zarolha nem um pouquinho. Hoje, com maiores recursos de maquiagem, poderiam ter feito algo melhor, mas não fizeram nada e a personagem fica sem uma justificativa para o nome. Quem viu o original deve se lembrar.

Iiiiih! Fiz outro post aqui. Desculpa, Dulce, mas tô maravilhada com a novela. Chega de "empreguetes" e Carminhas no "lixão".

Agora só falta tirar o Faustão do ar. "ô lôco"! ierkkk

Anônimo disse...

Boa noite, Dulce.
Lembro-me bem do Tonico Bastos penteando o bigode antes de sair para dar conforto às viuvas e orfãos seus "protegidos".
Boas novelas passaram aqui baseadas na obra de Jorge Amado.Esperemos que essa de agora também aqui chegue.
Um abraço.
Celene
2012/06/20

Ana Martins disse...

Dulce, boa noite!
Quando gosto muito de uma coisa, também não aceito facilmente alterações, e a Gabriela será inesquecível.

Beijinho,
Ana Martins

Dulce disse...

Pitanga Doce

Adorei seu post, viu? De verdade...
Pois é isso mesmo. Eles reescrevem a história, como se Jorge Amado não merecesse fidelidade total em suas obras. Se na primeira versão já teve um mundo de diferenças, imagine agora que eles já anunciam que é "baseado na obra de..." Mas, é inegável, está de encher os olhos.
Só não sei se vou ter paciência para esperar esse horário irregular.

Beijos e uma boa noite para você

Dulce disse...

Celene,

Boa noite.
Dificil de esquecer a primeira apresentação de Gabriela. Só vamos torcer para que esta seja tão boa quanto a anterior. E espero que você consiga ver também.

Beijos

Dulce disse...

Ana Martins

Não é mesmo, Ana? Quando uma coisa é muito boa, fica dificil ser superada.
Mas vamos aguardar e torcer para se seja, no mínimo, equivalente.

Beijos e uma ótima noite para você