floquinhos

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Nos doces caminhos da Poesia...



Hoje, no Prosa, a  alma apaixonada de Florbela Espanca, uma mulher intensa, toda paixão, toda amor....


Meu amor


De ti, somente um nome sei, Amor.
É pouco, é muito pouco e é bastante
Para que esta paixão doida e constante
Dia após dia cresça com vigor!


Como de um sonho vago e sem fervor
Nasce assim uma paixão tão inquietante!
Meu doido coração, triste e amante
Como tu busca o ideal na dor!


Isto era só quimera, fantasia,
Mágoa de sonho que se esvai num dia,
Perfume leve dum rosal do céu...


Paixão ardente, louca, isto é agora,
Vulcão que vai crescendo hora por hora...
O meu amor, que imenso amor o meu!

10 comentários:

Maria Teresa disse...

Talvez a voz mais terna para falar do que todo mundo sente e não sabe bem como traduzir. Lindo lindo, Dulce.
Beijos

Dulce disse...

Maria Teresa

Assim são os poetas, não é, minha amiga? Mensageiros de nosso sentimentos mais íntimos.

Beijos e um bom dia para você.

isa disse...

Um Poema lindo e tocante.
Beijo.
isa.

Dulce disse...

Isa

Como costumam ser todos os versos de nossa Florbela, não é, minha amiga?

Beijos e um bom dia para você.

Ana Martins disse...

Florbela Espanca era uma poetisa fabulosa, escrevia o amor com toda a intensidade que o sentia, certamente.

Gosto imenso de a ler!

Beijinho,
Ana Martins

elvira carvalho disse...

Florbela Espanca, não é nem nunca foi das minhas poetisas preferidas. Nem gosto muito de falar isto já que uma vez me desancaram verbalmente por eu ter dito isto. Reconheço o seu talento mas a sua poesia salvo rarissimas excepções não mexe comigo.
Um abraço

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Apesar de ser um pouco deprimente, gosto muito da poesia da Florbela.
Obrigado pelas palavras que me deixou no CR
Beijo

Dulce disse...

Ana Martins

Sim, Ana, assim era Florbela...

Beijos e um bom dia

Dulce disse...

Elvira Carvalho

è por isso que temos tão grande diversidade de estilos entre os escritores e poetas, todos com seu público fiel, minha amiga... Porque pessoas diferentes, pensam diferente, e os gostos devem ser respeitados, sempre.

Beijos e um bom dia para você

Dulce disse...

Carlos Barbosa de Oliveira

Era sim uma alma intensamente apaixonada e deprimente, por vezes. Talvez toda a sensibilidade viesse exatamente desse estado de espírito que, ao final, acabou por leva-la a uma morte tão prematura...

Beijos e um bom dia