floquinhos

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Passeando por São Paulo (2)


Estátua do Patriarca José Bonifácio de Andrada e Silva
Foto: arcoweb.com.br

A Praça da Sé é o marco zero da cidade de São Paulo e é de onde partimos hoje para mais um passeio a procura de praças e monumentos dessa metrópole tão cheia de surpresas. No lado oposto à Catedral, tomamos a rua Direita, sempre tão apinhada de gente e caminhamos por ela até a Praça do Patriarca, nosso destino de hoje.


Ed/ifício da mais tradicional casa de artigos médico-cirúrgicos da cidade, a Casa Fretin, desde 1895  -  Foto: L. S. Macedo

Situada no Centro Histórico, é um dos logradouros mais antigos  da cidade, e seu nome homenageia José Bonifácio de Andrada e Silva, o "Patriarca da Independência". Começou a ser construída em 1912, com a demolição de antigos casarões localizados entre as Ruas São Bento e Libero Badaró, na continuidade das ruas Direita e da Quitanda, porta de entrada para o tradicional Viaduto do Chá que. por sua vez, dá acesso ao Vale do Anhangabaú, e a outros importantes pontos da cidade.

Entrada para a Galeria
Foto: www.arcoweb.com.br

Em 1932 recebeu o nome de "Praça Patriarca José Bonifácio", mas como era chamada pela população, simplesmente, Praça do Patriarca, teve seu nome oficialmente abreviado em 1953.


Sede da Prefeitura da Cidade de São Paulo
Foto: Site da PMSP

Junto a ela, logo no início do Viaduto do Chá, encontramos a sede da Prefeitura Municipal de São Paulo, instalada no Edifício Matarazzo. A praça abriga vários edifícios históricos, sendo o mais importante deles a Igreja de Santo Antonio, um ícone daquele local - tombada pelo "Condephaat" (Poder Público Estadual) desde 1970, devido a sua importancia histórica e arquitetônica.

 Igreja de Santo Antonio
Foto: Dornicke (Wikipédia)

Considerada a mais antiga igreja remanescente da cidade, fundada no final do Século XVI, esse templo católico abrigou a Ordem dos Franciscanos no Século XVII e esteve subordinada à Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Brancos no Século XVIII, tendo sofrido diversas reformas e intervenções ao longo de quatro séculos, sobretudo na sua fachada, reinaugurada em 1919.

Igreja Santo Antonio - Altar-mor
Foto: Dornicke (Wikipédia)

Em seu interior, a Igreja de Santo Antonio conserva testemunhos importantes da arte produzida em São Paulo durante o período colonial; em sua restauração, em 2005, descobriu-se no forro de seu altar-mor pinturas murais seiscentistas de alta qualidade técnica e artística, as mais antigas de que se tem notícia na Capital Paulista, sendo  seu altar principal (executado em 1780) e um exemplo da talha barroca.

Edifício Sampaio Moreira
Foto: Dornicke (Wikipédia)

Durante a administração do Prefeito Prestes Maia (1938-1945) foi construída uma passagem subterrânea ligando a Praça ao Vale do Anhangabaú, que receberia, mais tarde, o nome de Galeria Prestes Maia e que, por sua importância na história da cidade, vai merecer um espaço só seu nos arquivos do Prosa. A praça, como a encontramos hoje, sofreu grande remodelação em 2002, com a retirada dos pontos de ônibus e a construção de um portal sobre a entrada da galeria.
Protegendo a entrada da Galeria
Foto: Google
Se me permitem uma opinião pessoal, esse portal nada tem a ver com a "cara" da velha e querida praça, já não se nota nela o velho charme de outrora...

 A Praça de outrora, antes mesmo da Galeria
Foto: Google

10 comentários:

isa disse...

Com muita pena minha nunca consegui visitar o Brasil.
Quem sabe se o meu filho Nuno for uma
temporada para aí eu possa ir junto.
Pelo menos...já terei mais informação
porque a li,com todo o interesse.E
gostei muito.
Concordo na observação que faz a respeito do charme da antiga Praça.
Tem um toque romântico.
Beijo.
isa.

Pitanga Doce disse...

"Alguma coisa acontece no meu coração, que só quando cruzo a Ipiranga e Avenida São João..."

Eh, Dulce! Coraçãozinho paulistano esse, hein?

Dulce disse...

Isa

Nada me faria mais feliz do que sabe-la em terras brasileiras, querida amiga. Nas areias de Ipanema, pelas avenidas de São Paulo, numa praia do nordeste, num passeio pelo sul, conhecendo de perto amigas que tem aqui... Seria muito bom, Isa.
Quem sabe, não é?

Beijos

Dulce disse...

Pitanga Doce

Pois é, amiga, e é lá mesmo, na esquininha mmais famosa de Sampa, que tem o Bar Brahama, reduto do samba e dos cantores que marcaram época... Sabia que Cauby, Angela Maria, Demônios da Garoa, entre outros, são atrações constantes por lá? Uma delícia voltar no tempo e jantar ao som de vozes assim...

Pois!... Coraçãozinho paulistano... Só pode, né, amiga? Ando tanto tempo longe de Sampa que, pelo menos virtualmente vou passeando por lá... rs...

Beijos

Beth/Lilás disse...

Que linda postagem, amiga Dulce!
Estou aproveitando para conhecer melhor esta enorme e incrível cidade.
Obrigada por partilhar conosco estas imagens e história.
beijinhos cariocas


Dulce disse...

Beth/Lilás

Sou eu quem agradece, Beth, pela prazer de sua companhia nestes meus giros pela cidade.

Beijos e um bom dia para você.

Beth/Lilás disse...

Dulce querida!

Coloquei um post que ficará apenas mais um dia e na verdade é um convite para participar de uma brincadeira no dia das crianças. Envie uma foto sua quando criança para participar da brincadeira. O email está lá no post, confira, ok.
Aguardo a tua fotinha, pode ser em preto e branco, inclusive, ok.
beijocas cariocas

Dulce disse...

Betj/Lilas

Convite aceito, Beth, e muito obrigada.

Beijos

L.S.Macedo disse...

Concordo com você. Lamentavelmente, a velha e querida praça do Patriarca foi desfigurada pela tal "modernidade" na forma de um portal sem vida ali instalado pelo tal "arquiteto" da prefeita Marta Supliciy, sem a menor noção da história do local e da cidade de São Paulo. Realmente, uma pena.

Dulce disse...

L.S.Macedo

Obrigada por visitar o "Prosa" e por deixar o seu comentário.