floquinhos

domingo, 14 de agosto de 2011

A você que é pai...



O dia de hoje, para mim, é de muita saudade. Saudade de meu pai, saudade do pai de meus filhos, homens que foram meu rumo, meu porto seguro... Cada um deles, em determinados períodos de minha vida, foi minha estrela guia, ambos sempre companheiros, sempre amigos, sempre de braços abertos com muito amor para me envolver, para me proteger... 
Mas se é dia de saudade, é também dia de alegria, quando penso que meus filhos, felizes, realizados, abrem seus braços com carinho para envolverem e protegerem seus filhos, guiando-os para a vida, com o mesmo sentimento de amor  com que o faziam o pai e o avô deles.



Hoje é dia de festa, de gratidão, de amor... Então, vamos festejar! Vamos brindar? Ergo um brinde aos pais! Ao meu pai e ao pai dos meus filhos que, aonde quer que estejam, continuam velando por nós que aqui ficamos e continuamos nos caminhos que eles pavimentaram com amor... Aos pais de meus netos, com muito amor e carinho... E um brinde aos meus amigos e aos amigos e leitores do Prosa, que são pais, desejando a todos muita alegria neste dia que lhes pertence por inteiro.




E, para o caso de algum de vocês preferirem não tomar champanhe, podemos brindar com um cafezinho, ou mesmo com um refrigerante.  (rs)  A vocês!  Tin-Tin...

FELIZ DIA DOS PAIS!

8 comentários:

isa disse...

Como faltar hoje,aqui no Prosa,aqui
junto de uma Amiga que tanto estimo?
Impossível!
Vim para partilhar da sua saudade e
da sua alegria por ver seus Filhos trilhando os caminhos que lhes foram apontados com tanto Amor.
Beijo.
isa.

Dulce disse...

Isa

Muito obrigada, minha amiga!
Tão bom contar com sua presença aqui no Prosa!...
Tenha um ótimo domingo.
Beijos e fique bem.

Paloma disse...

DULCE, pela primeira vez, não tenho mais meu pai comigo. Mas,quero hoje me lembrar dele com aquele jeito alegre de ser.

Beijos, amiga

Duh Franzen disse...

Oi Dulce
Não pude deixar de ler, porque pra mim hj tbm é um dia de saudd...do meu pai, uma saudd eterna, repleta de lembranças boas!
Bjinhos e ótimo domingo

Dulce disse...

Paloma

Não é fácil, amiga, mas é a vida e temos que passar por isso. Mas não é maravilhoso poder conviver com lembranças tão boas que eles nos deixaram?
E eles continuam vivos em nossos corações, em nossas saudades.
Beijo e que haja paz em sua noite.

Dulce disse...

Duh Franzen

E que bom é sentir doces saudades, ter boas lembranças de quem se foi... Só uma pessoa iluminada deixa um rastro de luz igual a esse...

Beijos e tenha uma boa noite

Clarice disse...

É isso aí! Sempre é melhor comemorar o que se teve do que chorar o que se perdeu.
Fui e sou pai e mãe de meu filho e meu pai se foi há dez anos, mas a vida continua linda e cumpre-se a transitoriedade de tudo.
Beijos.

Dulce disse...

Clarice

De pleno acordo. As boas lembranças devem acalentar sempre nossa alma.
Imagino que não seja fácil ser pai e mãe, mas é bem compensador ver seu filho crescer sob seus cuidados e ir seguindo os caminhos que você vai ajudando a trilhar para ele.
Beijos