floquinhos

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Minha vida não foi um segredo...



Minha vida não foi um romance...
Nunca tive até hoje um segredo.
Se me amar, não digas, que morro
De surpresa... de encanto... de medo...

Minha vida não foi um romance
Minha vida passou por passar
Se não amas, não finjas, que vivo
Esperando um amor para amar.

Minha vida não foi um romance...
Pobre vida... passou sem enredo...
Glória a ti que me enches de vida
De surpresa, de encanto, de medo!

Minha vida não foi um romance...
Ai de mim... Já se ia acabar!
Pobre vida que toda depende
De um sorriso.. de um gesto.. um olhar..

(Mario Quintana)

6 comentários:

Paloma disse...

DULCE, ¨quem passou pela vida e não
amou, não viveu, vegetou¨.Concordo
com esta citação.

Beijos

Agulheta disse...

Amiga Dulce!Quem nunca amou e não passou sem aquele amor,que nos fazia andar a sonhar durante o dia e noite,eram os vinte anos,mas foi lindo os momentos vividos,e neste poema de Quintana tem lá tudo.
Beijinho bfs

Lourdes disse...

Dulce
Gosto muito dos poemas de Mário Quintana e este não foge à regra.
Como vai por aí? Continua a nevar?
Aqui está muito frio mas, pelas notícias, desse lado do Atlântico está bem pior.
Beijinhos
Lourdes

Dulce disse...

Bom dia, Paloma

Também concordo.
Beijos

Dulce disse...

Agulheta

Muito embora que para o amor, não existe idade. Em qualquer fase da vida ele pode chegar, sorrateiro, instalar-se e produzer seus encantos...
Beijos, Lisa, e um bom dia para você

Dulce disse...

Bondia, Lourdes

Sim, minha amiga. continua a nevar, e muito. Nesta semana os meninos ficaram dois dias sem aula, com as escolas fechadas. E há previsões para muita neve, ainda... Quanto ao frio... brrrrrrrr... (rs)
Beijos e um bom final de semana para você.