floquinhos

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Em contagem regressiva...


Já em contagem regressiva para a volta ao ninho, começo a sentir aquela sensaçãozinha estranha que me envolve toda vez que tenho uma longa viagem pela frente. Adoro viajar, mas só de pensar na odisséia que são os aeroportos atualmente, vou ficando tensa. As pessoas perguntam - "Mas você viaja tanto, ainda não se acostumou?"  Definitivamente, não! 
E tentando disfarçar essa ansiedade, começo a separar as coisas para facilitar na hora de fazer as malas. E haja malas!... É uma coisinha comprada aqui, outra ali - afinal, este é um país de consumo, cheinho de novidades, uma loucura. Um adorno para a casa, um objeto "indispensável" para a cozinha lá de casa (rs), uma roupa de inverno em oferta, uma bota linda, uma lembrancinha para cada um dos amigos e dos amores, um maravilhoso perfume francês (um dos meus pecados) que lá na terra chega a ser proibitivo e aqui você encontra numa ponta de estoque, ou mesmo numa loja especializada por um precinho que não dá para desprezar, alguns presentes ganhos no Natal, outros recebidos da filha e dos netos sem precisar de data nem de motivos para serem oferecidos, sem contar as pequenas novidades que não dá mesmo para deixar de comprar e que depois você descobre que poderia muito bem ter deixado na loja... rs...
Assim, vou separando o que vai para as malas do que vai ficar no armário do quarto que é meu enquanto estou por aqui e, acreditem, acabo por deixar quase um guarda-roupas completo de roupas de inverno que, afinal, nem seriam usadas no frio do nosso Brasil que é bem mais ameno do que o lindo outono desta região. São blusas de lá, casacos, cachecóis, gorros, botas de inverno, fica tudo guardadinho para a próxima temporada. E, ainda assim, as malas acabam cheinhas e pesadas demais para a minha fragilidade, mas cadê que eu aprendo? rs...

18 comentários:

Paula Barrantes disse...

Bom retorno ao lar. O gostoso de viajar é poder voltar quando se quer. Gostei do seu post, mas as malas cheinhas fazem parte da história da viagem, elas trazem a memória de cada passeio, do olhar carinhoso sobre a casa, a família, sobre si mesma. Os objetos na verdade só tem este valor, o monetário é apenas moeda de troca. Devemos no nosso caminho de evolução procurar sempre a beleza intrínseca de cada pequena coisa.
Beijos

Maria Teresa disse...

Dulce:
O retorno é um recomeço e por isso é tão bom... Quanto às malas, esse filme é mais que conhecido... O aprendizado existe apenas nas palavras e nas futuras pretensões, no pensamento abstrato abstrato.
Beijos e bons preparativos

Pitanga Doce disse...

Ai nem fala, que a hora de botar as malas em cima da cama é um momento crucial. "Isso fica, isso vai". E depois as incertezas: será que têm peso a mais, será que chega tudo direitinho e não quebra nada? Mas tem uma frase, que é quase um mantra, que eu repito váááárias vezes enquanto faço as "trouxas": "Vai dar certo, sempre dá".

Beijos Dulce e pensa no Sol e céu azul que te esperam, que isso ajuda muito.

Lourdes disse...

Minha amiga
Nós não aprendemos nunca. Acontece-me o mesmo de cada vez que faço viagens ou vou à aldeia. Chego sempre à mesma conclusão. Para a próxima vai ser a mesma coisa.
Agora, minha amiga, que diferença de clima!
Beijinhos
Lourdes

Adolfo Payés disse...

Después de tanto tiempo, espero poder ponerme al día con todos y todas..
Recomenzar el año con la vida en brazos es lo mas bello del amor..

Un abrazo
Con mis
Saludos fraternos de siempre..

Isa disse...

Bom retorno,minha querida Amiga.
Ah,os perfumes!
Como a entendo!
Pecadilhos nossos,verdade?
Que chegue bem e encontre os seus bem tb.
Imagino a sua Filhota e os seus Kids.
Beijo.
Beijoo.
isa.

Lu Cavichioli disse...

rsrsrs... ai ai ai minha amiga, eu tb abarroto malas, não tem jeito! Acho que isso é coisa de mulher rs.

Seja bem vinda à terra brasilis.
Levante vôo na paz e feliz aterrissagem!
Depois tomamos aquele café, qq dia ok?

* ah Nana Caymi é demais, adoooru!
super beijo da Lu

Paloma disse...

DULCE, minha querida amiga, volto
a lembrar que é necessário trazer
um leque, um não, vários leques.
Entendo seu desejo de voltar.Afinal
o cantinho da gente é sempre o me -
lhor lugar do mundo, com qualquer
temperatura.
Beijos,com carinho e a mesma admira
ção de sempre.

Dulce disse...

Paula Barrantes

Que prazer recebe-la aqui, Paula! Seja muito bem vinda.
As viagens sempre deixam em nós uma bagagem de lembranças e de momentos, principalmente quando elas nos permitem conviver mais com que amamos.
Boa noite, beijo e obrigada.

Dulce disse...

Maria Teresa

E é tão bom voltar, matar saudades... Só que, aí começam as saudades dos que ficam por aqui... Coração de mãe e avó não tem sossego, mesmo... rs.
Beijos obrigada e uma boa noite para você.

Dulce disse...

Pitanga Doce

Pois é, menina!!! fico exatamente nessa agonia... rs... Acho sempre que não vai ter espaço pra tudo, fica sempre uma coisinha ou outra pra trás, e as malas acabam pesando "uma tonelada"... rs... e esta sua velha amiga já não aguenta tanto peso... hehehehe...
Vou usar a sua frase como um mantra, talvez desta vez dê. De qualquer forma, ainda tenho uns dias pela frente.
Beijos, obrigada e boa noite - por aqui, tudo muito azul

Dulce disse...

Lourdes

E eu que pensei que fosse só comigo... rs... Acabei de ver que é sempre assim, com todo mundo... hehehehe
Não tem jeito, então.
É, vou sair de um clima gelado, para um tórrido verão. E devo confessar que nunca gostei muito do calor. Mas anda fazendo tanto frio por aqui...
Beijos, obrigada e uma boa noite

Dulce disse...

Adolfo Payés

Bem vindo em seu retorno, amigo.
Beijos e obrigada

Dulce disse...

Isa

Pois é, minha amiga, a filhota e os meninos não estão gostando nada dessa idéia da avó partir, mas está na ora, tenho outros amores no lado de baixo do equador... rs... Então, vou me dividindo.
Ah, perfumes são mesmo meus pecadilhos. Nunca liguei para jóias, mas não consigo ficar sem um bom perfume...
Beijos, boa noite e obrigada.

Dulce disse...

Lu Cavichiolli

Obrigada, Lu. Devo chegar a SP no dia 22. Então combinamos aquele cafezinho.
Beijos, obrigada e boa noite

Dulce disse...

Paloma

Ah, minha amiga, leques para mim não bastam... Preciso de ventiladores... rs... não gosto de calor, mas foi tanto o frio que acho até que vou ficar feliz em me abanar um pouco... hehehehe
Beijos, obrigada e boa noite.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Como a Dulce já sabe, adoro viajar e viajo muito, mas os aeoportos transformaram-se paa mim num pesadelo.
Mesmo para ir à minha amada Argentina ( onde fui três vezes ano passado), já começo a pensar duas vezes...
O emédio, mesmo, é um di destes ficar por lá.

Dulce disse...

Carlos Barbosa de Oliveira

Mas são mesmo um pesadelo, meu amigo. Só descontraio depois de ter passado por eles.
Sei do seu amor pela Argentina, E suponho que um dia talvez acabe mesmo ficando por lá, mas não imagino o Carlos sem voltar ao seu Portugal, ao seu Rochedo...
Uma boa noite para você