floquinhos

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Ah, meus Deus, essas crianças!


O circo, o menino e a vida


A moça do arame
equilibrando a sombrinha
era de uma beleza instantânea e fulgurante!
A moça do arame ia deslizando e despindo-se.
Lentamente.
Só pra judiar.
E eu com os olhos cada vez mais arregalados
até parecerem dois pires.
Meu tio dizia:
"Bobo!
Não sabes
que elas sempre trazem uma roupa de malha por baixo?"
(Naqueles voluptuosos tempos não havia maiôs nem biquinis...)
Sim! Mas toda a deliciante angústia dos meus olhos virgens
segredava-me sempre:
"Quem sabe?"


Eu tinha oito anos e sabia esperar.
Agora não sei esperar mais nada.
Desta nem da outra vida.
No entanto
o menino
(que não sei como insiste em não morrer em mim)
ainda e sempre
apesar de tudo
apesar de todas as desesperanças
o menino
às vezes
segreda-me baixinho
"Titio, quem sabe?..."


Ah, meu Deus, essas crianças!


(Mario Quintana)

14 comentários:

Lídia Borges disse...

Mário Quintana põe nas palavras uma ternura imensa que sempre me emociona.

Muito lindo!...

Um beijo

isa disse...

Mas é um encanto!
E hoje senti como um presentinho
no Dia da Criança!
É que há uma menininha no meu coração! Despoticamente...ñ a deixo sair...
Beijo.
isa.

Dulce disse...

Lidia Borges

Emociona-me também, muito...

Beijos

Dulce disse...

Isa

Enquanto essa menininha viver em você, a vida será sempre um encanto, sonho e magia... Tranque-a a sete chaves, minha amiga...
Beijos e uma boa tarde.

Graça Pereira disse...

Lindo ...é tão bom ser criança e mais maravilhoso ainda, é encontrá-la por detrás das duas últimas rugas que apareceram...que importa? Ela dá-me a mão e diz-me:"Vamos ver o filme da Bela Adormecida"?? É tão bom ser criança...ainda!!
Beijos
Graça

Dulce disse...

Graça Pereira

Não tivéssemos ainda em nós aquela criança, que graça teria a vida?...
Beijos, uma boa tarde para você

ValCruz disse...

E eu repito... Ah, meu Deus, essas crianças!

Risos...

Linda, a postagem e você também!!

Bjs.

Dulce disse...

ValCruz

ai, ai... tão bom ser vista por olhos de amiga... rs...
beijos

Paloma disse...

DULCE, dentro de nós sempre resta um pouco de criança. Eu sinto que é assim.

Beijos

Calu disse...

Essa esperança permanente nos olhos das crianças é que nos fazem recordar de quando assim fomos e tivemos a mesma esperança nos olhos.
Quintana sabia poetar verdades como raros.
Uma delicadeza, esse post, Dulce.
Um bjo grande,
Calu

Lourdes disse...

Dulce
Adorei a escolha. Não podia ser melhor para o Dia da Criança.
Beijinhos
Lourdes

Dulce disse...

Paloma

E ainda bem que é assim, não, amiga... Rão bom termos em nós um pouco da criança que um dia fomos...

Beijos

Dulce disse...

Calu

E não devemos permitir que essa esperança morra em nós...
Obrigada, beiijos e uma boa noite, Calu.

Dulce disse...

Lourdes

Obrigada, beijos e uma boa noite para você, minha amiga... E um beijinho para sua pequena netinha, neste dia que é dela.