floquinhos

sexta-feira, 16 de março de 2012

E por falar em Tempo...

No tempo, o desabrochar da rosa,  a quietude da alma...

O Tempo!... Ah, o tempo! Essa "entidade" implacável que nunca se detém ou se curva diante da vida, mestre da própria vida, senhor de todas as verdades.. Enquanto traz consigo esperança, sonhos, esquecimento, conforto que acalma a alma, paz que adormece um coração ferido, carrega em seu rastro  desesperanças, angústias, decepções,  mágoas, rancores infindáveis que atormentam a alma. E, a par e passo,  vai tudo amainando na medida em que vai passando, lentamente...
Sentada aqui, no alto das tantas décadas em que fui sendo carregada pelo tempo ou, como preferem alguns, em que o tempo foi passando por mim,  vislumbrando ainda a possibilidade de, talvez,  dar ao tempo um pouco mais de tempo antes da grande partida, e numa filosofia vã e inútil, perco-me entre as lembranças que o Sr. Tempo resolveu guardar em mim, 
O Tempo? Ora o  Tempo!...

4 comentários:

Pitanga Doce disse...

Tens razão, Dulce. O tempo domina tudo. Apaga ou reacende paixões, cicatriza ou fere ainda mais, leva sabores e deixa lembranças...faz o que quer. É aliado ou inimigo mortal. Por vezes é preciso negociar ou nos deixamos quedar. Resta a esperança que sempre haverá tempo de mudar.

Boa tarde, Dulce. Já chegou aqui a tua chuva.

elvira carvalho disse...

Belas flores.
O Tempo. Sabe o tempo tem duas caras como o feijão frade. Quando estamos em sofrimento, cada segundo dura horas não passa nunca. Mas se estamos felizes cada dia passa em segundos e às vezes é tão rápido que temos medo de descobrir que tudo foi um sonho apenas.
Um abraço e bom fim de semana

Dulce disse...

Pitanga Doce

Sem dúvida, minha amiga... E é ele também quem vai ocasionando em nós essas mudanças...

Madrugada insone e insonsa de domingo... E já que o sono se recusa a vir, vou usando o tempo para acalentar a alma com poesia - em mãos a ternura de Quintana... Melhor não há.

Beijos e um lindo dia para você.

Dulce disse...

Elvira Carvalho

Assim é, efetivamente, minha amiga... Ele caminha de maneiras diferentes a cada momento bom ou ruím de nossas vidas... E às vezes é tão traiçoeiro!

Tenha um ótimo domingo.
Um abraço.