floquinhos

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Na madrugada, a chuva...



Acordei pela madrugada com o barulho da chuva, jogada pelo vento, contra a vidraça da janela. Vento que parecia ranger entre as copas das árvores do bosque. Tirada de um sono profundo, meio estremunhada, meio perdida dentro de mim mesma, imaginei-me em casa e já lá ia levantando-me da cama, para verificar se havia fechado as portas do terraço. Dei por mim assim que ergui a cabeça do travesseiro... Meu terraço estava do outro lado do mundo!... Então voltei a arranjar-me entre os lençóis e fiquei alí, olhos fechados, ouvindo o rugir dos trovões ao longe, do vento vergando os galhos, como se estivesse furioso, o barulho da chuva que voltava pouco a pouco a embalar meu sono...
A força da natureza me encanta ao mesmo tempo em que me assusta. No aconchego da casa amiga, alma em paz, uma noite de tempestade pode ser um momento único de comunhão com a alma, de reencontro com o passado, de viagens pelo  interior de nós mesmos... Essa mesma noite de tempestade pode ser um terrível pesadelo, pode significar um barco soçobrando em alto mar, uma casa desabando numa encosta, perigo pelas estradas, desabrigo para tanta gente. São os opostos da natureza, essa natureza que precisamos respeitar, aprender a preservar, vivendo cada uma de suas manifestações...
A chuva que começou pela madrugada, continua caindo, molhando os gramados, o bosque, os telhados, os jardins, calando os pássaros, retendo os esquilos e coelhos em suas tocas, colocando uma preguicinha boa na alma, pedindo para que fiquemos um pouquinho mais no aconchego dos lençóis...

9 comentários:

isa disse...

Bom Dia,querida Dulce.
Lembro-me do susto que apanhou,salvo
erro,o ano passado com a chuva na sua casa no Brasil.Lembra?
Tenho mt medo das tempestades...
Felizmente ñ transmiti isso aos meus
Filhos (respeito sim)graças à minha sogra que era toda corajosa(risos).
Que o Dia amanheça mais azul...
Beijo.
isa.

Dulce disse...

Isa

Pois foi, amiga, uma inundação que pensei que nunca acontecesse para quem mora em apartamento... Foi um transtorno, mesmo.

Obrigada, Isa, e um lindo dia para você também
Beijos

Pitanga Doce disse...

Bom dia Dulce. Aqui, um frio fora do comum. Ontem à tarde saí de casa com um casaco dos que uso em Portugal. E se eu digo que está frio... pode acreditar, que não sou nada friorenta. Agora há um sol tímido e vento. Com certeza teremos o mar de ressaca no fim de semana.

Beijos Dulce e aproveita o aconchego de filha.

Dulce disse...

Pitanga Doce

Que coisa, minha amiga!... Tão difícil imaginar o Rio tremendo de frio, não? O tempo anda maluquinho mesmo...
Por aqui, hoje, tempo fechado, chuva, tudo cinza...
Beijos

Idanhense sonhadora disse...

Pois é Dulce ,o tempo anda completamente virado do avesso . O ser humano tem vindo e continua , a desrespeitar a mãe natureza .Por isso , ele de quando em vez zanga-se connosco.
Tudo de bom
Beijinhos
Quina

Dulce disse...

Idanhense Sonhadora

É isso mesmo. Então temos que aprender a respeita-la e a conviver da melhor maneira possível com as consequencias de atos impensados em gerações, não é mesmoo, Quina?
Beijos e bom final de semana

Paloma disse...

DULCE, bastante romântico o barulho de chuva, no bosque.É como vemos nos filmes americanos.
Aqui estamos vivendo um friozinho charmoso e nada habitual. Mas, eu gosto deste clima.
Hoje, me surpreendeu ver os cariocas usando luvas de lã. Quem diria!!!

Beijos e bom fim de semana.

Dulce disse...

Paloma

Tambem gosto muito mais do frio. Veja que o pessoal do Rio pode até usar luvas... E imagino que as mulheres tiraram suas botas dos armários, suas echarpes, devem estar bem bonitas, elegantes...

Beijos e um ótimo final de semana, bem aconchegante.

Pastelaria disse...

Olá Dulce

antes de mais , parabéns pelo blogue. :)
Gostei do que li .

Gostaríamos muito que desse uma "vista de olhos" no projecto DVB-Digital Video Book.´- de saber a sua opinião, e qual o interesse em desenvolver o seu trabalho neste novo formato.


\"Transformamos\" os seus poemas, textos ou pensamentos (já editados em livro, ou não), num DVB, uma ideia original da - Pastelaria Studios Productions -

O projecto é recente, é uma inovação, tal como explicamos no nosso blogue:

http://pastelariaestudios.blogspot.com/

Para nós, a sua visita e o seu parecer ,é muito importante .


É exactamente isso, os seus poemas seriam \" trabalhados \" em DVB . Um livro que se vê como um filme!

Penso que se adequa , na perfeição, aos seus textos , poemas e pensamentos...

Não somos uma editora,prestamos, essencialmente, um serviço criativo.

A minha sugestão seria, enviar-nos os seus \"registos\", e nós faremos um orçamento.

Posso adiantar que, por ser um projecto novo e, embora o trabalho criativo (audio, voz, imagem, construção do DVB, etc) seja bastante , queremos chegar ao maior número de autores de obras escritas mesmo que essas estejam na gaveta.



Fico a aguardar uma resposta e, qualquer dúvida… estamos por aqui.

Um abraço, um obrigada


Teresa Maria Queiroz

pastelariaestudios@gmail.com