floquinhos

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Será que temos uma nova Velhinha de Taubaté?...


Lembrei-me ontem (enquanto via pela TV parte do depoimento do Sr. Delfim Neto) da "Velhinha de Taubaté*... Prestava ele depoimento diante da Comissão Municipal da Verdade Wladimir Herzog, de São Paulo, onde negou praticamente todos os questionamentos e, numa seletiva e providencial amnésia sobre o ocorrido durante os "anos de chumbo" o Ministro da Fazenda entre 1967 e 1974, disse desconhecer que houvesse, à época, uma ditadura no país, bem como que pessoas tivessem sido presas e torturadas. Tão crédulo e tão ingênuo esse senhor, não? Posto que Veríssimo matou sua personagem durante o transcurso do "mensalão", já que nem ela mesma poderia continuar a acreditar em nossos governantes, só posso supor que a crédula velhinha tenha incorporado o senhor. ex-ministro que deve continuar acreditando que nosso sofrido povo brasileiro não tenha mesmo memória... Ledo engano, meu não caro senhor. 

* Para quem não conhece, ou não se lembra, a Velhinha de Taubaté, é uma personagem de humor brasileiro, criada pelo escritor e cronista Luís Fernando Veríssimo durante o governo do general João Baptista Figueiredo, famosa por ser a última pessoa no Brasil que ainda acreditava no governo.



4 comentários:

Pitanga Doce disse...

Mas bah, tchê! Este menino Delfim precisa fazer palavras cruzadas para ativar sua memória.

beijos Dulce.

Dulce disse...

Pitanga Doce

É, minha amiga, esse tipo de amnésia nem palavras cruzadas resolvem... rs,,,

beijos e um bom dia procê.

Judy disse...

Olá Dulce... parece que falta ao dito economista memória e inocência porém sobra desfaçatez.

Felizmente nós temos boa memória,


Abraço forte,



ValCruz disse...

Memória viva! Sempre bom aprender. Ainda mais, vindo de você! Minha admiração e carinho de sempre.

Bjos!